Caminhada pelo Centro de São Paulo

catedral se

Boa tarde!

Nesse ultimo final de semana optei em não participar de corridas e fui fazer uma caminhada pelo centro de São Paulo com minha esposa Vera.

Saímos da região da Bela Vista e caminhamos pela Liberdade, Praça da Sé aonde assistimos à missa na catedral, que aliás todo paulistano deveria um dia visitar , um dos pontos turísticos mais conhecidos na nossa cidade – obs: notamos o abandono da praça com vários moradores de rua, inclusive alguns desmaiados nas escadarias da catedral, chega a dar uma dor no coração, a gente que cresceu e viveu todo esse tempo em São Paulo, ver que nosso centro tão bonito e com tanta história fique largada deste jeito. Mais a frente passamos pelo famoso Pátio do Colégio, Rua Boa Vista (O Antigo centro financeiro de SP, a  rua possui este nome desde o ano de 1711, porque em seu trajeto o logradouro contorna a parte alta de um morro) e **Mosteiro de São Bento, ainda caminhando  e observando todos os detalhes com tempo que geralmente não temos no dia a dia, o próximo destino foi a Rua São Bento, Viaduto do Chá, Xavier de Toledo. Aproveitamos a caminhada para conhecer a **Casa de Dna Yayá e passamos pela Padaria Italianinha (que tem mais de 40 anos) aonde assinamos um abaixo assinado contra a desapropriação do imóvel para converter em moradia popular.

Patio do colegio

(Pátio do Colégio)

Foram quase 3 horas de passeio em um trajeto de 7 km aonde pudemos observar e conhecer lugares maravilhosos da nossa cidade.

OBS: Apesar do abandono do centro, era notável muitos turistas conhecendo as ruas de São Paulo!

**Mosteiro de São Bento: Pode-se dizer que o sítio histórico que abriga o Mosteiro de São Bento é o mais antigo de São Paulo. A instituição completou em 1998 seu 4º. centenário de ocupação ininterrupta no mesmo local. Cabe lembrar que o Pátio do Colégio, marco de fundação da cidade, passou por várias transformações, e de 1765 a 1932, abrigou o Palácio do Governo.

dna Yaya

**Dona Yayá

Dona Sebastiana de Mello Freire, conhecida por Dona Yayá, habitou a casa por 40 anos, de 1921 até a sua morte em 1961.
Moradores antigos do bairro alegavam que o casarão era mal assombrado: ouvia-se por toda a redondeza gritos que possivelmente viriam do fantasma de D. Yayá, toda de branco a embalar um bebê! Na verdade, a casa durante 40 anos foi um hospício privado para sua rica moradora, considerada alienada numa época de parcos conhecimentos psiquiátricos e extremamente preconceituosa em relação às mulheres que ousavam. Considerada independente e avançada, Yayá quando jovem era uma descontraida e alegre protetora dos artistas.

Casa Dna Yaya

**Casa da D. Yayá hoje

Após sua morte em 1961, a casa passa a ser propriedade do estado de São Paulo pois Yayá não tinha herdeiros. Em 1968 a casa é repassada para a Universidade São Paulo que se encarrega do projeto de restauração, com a finalidade de transformá-la em um Centro Cultural. Não podemos deixar de sentir a amargura e tristeza que permanece na casa até hoje com o testemunho de várias árvores frutíferas ao seu redor.

 

No próximo domingo (01 de setembro) irei participar da Corrida Disney Magic Run na região do Ibirapuera, em percurso aferido de 10 km.

Disney

Destaques para as lindas camisetas:

Camisetas

Maiores Informações:

http://www.corpore.org.br/cws_exibeconteudogeral_4847.asp

 

Abraços!

Paulo Romani

 

 

© 2016 FL Condomínios - Todos os direitos reservados.Web by Citrus7